Thais Andrade

por Sherif Awad

Thais Andrade

Nasci no sul da Bahia .Fui criada pelos meus avós maternos. Não conheço meu pai . Minha mãe vive pelo mundo ,não gosta de um lugar só. Meus avós eram cristãos católicos.

Sempre fomos noveleiras , eu , minha irmã gêmea e minha avó . Lembro de todas as novelas entre 2000/2005. Eu era apaixonada pelo Lima Duarte e pela Fernanda Montenegro, adorava a Giovanna Antonelli , era enlouquecida pela Fernanda Lima em Bang Bang .Na escola ,no ensino fundamental ,sempre estava em alguma encenação , dia dos pais , dia das mães , paixão de Cristo, folclore. Morávamos em distrito , portanto não havia lonas culturais,teatro ,ou quais quer coisas  que se envolva a arte, então sempre nos apresentávamos na escola ou na igrejinha católica que havia lá,cantando , atuando ou dançando.

Sempre fui apaixonada pela dramaturgia , embora não tinha nada que podia fazer para crescer na mídia ou no teatro, pois como disse eu morava em distrito. Perdi minha avó quando tinha de 10/11 anos, meu mundo desabou ,só restou meu avô para cuidar da gente . Numa confissão  que minha irmã teve com um padre ela disse, padre quero ser atriz global mas também quero ser religiosa (freira) . Ele disse a ela ,filha você pode ser o que você quiser , embora entra para o convento primeiro , faz experiência , primeiro as coisas de Deus, depois se não gostar do convento vai tentar a carreira de atriz, então assim ela fez. E eu guardei essa mensagem para mim também ,pois nós duas queríamos a mesma coisa. 

Moramos no convento por 3/4anos , fizemos nossa experiência e amamos morar lá , bem eu amava mais que minha irmã o convento , passei um ano rezando pedindo a Deus para me dizer o que devia fazer se ele realmente me queria ali ou que eu caísse no mundo em busca do meu outro objetivo pois os dois não podiam se misturar ,ser atriz e freira não dava , então Ele me mostrou outro caminho  . Saímos e Pronto , agora vamos atrás das artes cênicas , o qual também é nosso grande desejo. Comecei estudar performance na FAFI que durou cerca de 3 meses no espírito santo , meu professor disse que para atuar profissionalmente teríamos que ter DRT , então fui em busca disso . Ele falou que podia nos dar indicação para fazer um curso de dois anos que dava o DRT , embora ele faleceu dias depois , e antes de partir ele também havia dito, no Rio de Janeiro é mais fácil , lá você tropeça e está numa escola que dar o DRT, mas que também o DRT não era tudo ,tinha muita coisa para enfrentar que por sinal enfrento até hoje, os desafios das oportunidades e das competições e pois ,se pararmos para observar em cada árvore cai mil ator.

 Então eu vim para o RJ e foi aqui que tudo começou. Sem apoio da família sem dinheiro no bolso , acabado de sair do convento morava com uma amiga que conheci quando estudava para ser freira. Assim que cheguei comecei a fazer improvisação numa lona cultural perto de casa, trabalhava como acompanhante de uma cadeirante para poder me manter . Uns dois meses depois entrei para uma escola de atores onde graças a Deus tirei meu DRT , Não foi fácil ,mas estudar é a melhor arma do humano seja para qual profissão for. 

Thais Andrade

Eu ainda não estou satisfeita com minha profissão , sempre que posso faço alguma oficina livre ou whorkshops. Eu quero como todo bom arista transformar vidas , mostrar através da arte a mudança para o bem que cada um pode obter , é através da arte que se quebram barreiras e acabam de vez com tabus . A sociedade vivem muito presas num mundo que é para ser livre . Eu quero alcançar o mundo , quero alcançar a todos . 

Nascer mulher é bem difícil, mas se tiverem 10 mil vidas , quero vim em todas elas sendo mulher . O meu maior desafio na minha profissão é o padrão que a mídia pede que graças ao Divino e ao universo  está sendo quebrado aos pouquinhos, sinal de que de alguma forma estamos evoluindo.

O ruim de ser artista são as oportunidades e aqui no Brasil só recebe bem quem é famoso , sem contar que as oportunidades só aparecem para amigos de famosos ,de autores, de diretores ,ou quem tem algum parentesco , quem vem de fora é muito difícil principalmente para mim, que não tenho o perfil padrãzinho de agências , e quem não tem esse perfil paga e paga caro para nada. A Internet está ganhando muita visibilidade também e vemos às vezes muita besteira . Ninguém nunca me ofereceu um trabalho por aqui ,Muito pelo contrário, eu que contacto as pessoas e o máximo que consegui fazer foi dublê , ou participação em novela  ou figuração. Ter um contrato para um elenco ,fazer uma peça de nome conhecido, isso ainda não consegui. Sempre procurei estudar bastante e ainda estudo porque a minha hora chegará , e quando chegar estarei preparada ,sei que ainda terei muitos desafios , mas não temo,  tudo que passei para chegar até aqui e formada, só eu e Deus sabemos.

Com essa pandemia afetou muito a cultura , então no momento estou de quarentena trabalhando numa bijuteria , saio de casa só se for muito importante , e faço aulas online de whorkshops . Eu quero trabalhar no elenco, quero um contrato e ter uma carreira sólida e como eu  disse lá no início ,transformar vidas , pois se não conseguir mudar o mundo de alguém eu nunca estarei satisfeita , pois a mim muito pequenina sempre houve uma mudança importante através das novelas que eu assistia . Arte cura, arte salva, arte é vida.